"SENHOR, FAZEI-ME INSTRUMENTO DE VOSSA PAZ".

Sua maior intenção, seu desejo principal e plano supremo era observar o Evangelho em tudo e por tudo,imitando com perfeição, atenção, esforço, dedicação e fervor os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo no seguimento de sua doutrina". (Vida de S. Francisco - 1Cel 84)

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você está fazendo o impossível.São Francisco de Assis"

sábado, 8 de outubro de 2011

SÃO FRANCISCO DE ASSIS (MUNDISENSOR), E O MEIO AMBIENTE


Uma das grandes qualidades São Francisco de Assis foi compreender a mãe natureza, a nossa dependência dela, em razão disto ele tinha uma relação fraterna com tudo que via a sua volta encarando todos como seus irmãos, procurando irmanar todos e tudo no mesmo amor e louvor a Deus. Uma fraternidade cósmica e verdadeira, pois todos fazemos parte do universo, somos todos seres da Criação.
Dessa forma São Francisco já naquela época compreendia como era importante a preservação do MEIO AMBIENTE, pois dependemos dos grãos de terra, das pedras, dos rochedos, das montanhas, do mar, do vento, da água, do sol, da lua, dos vegetais, das flores,dos outros animais,dos insetos,das nuvens de chuvas,das estrelas para poesia e reflexão: porque o bom Deus criou tudo isso para que se tornasse possível à vida.
.
São Francisco tinha admiração até pelos vermes e todos os insetos, a tal ponto que os afastavam dos caminhos para não serem esmagados, tudo ao seu redor tinha motivo para que ele glorificasse a Deus, e a bendizer toda a criação.
Acredito que São Francisco escolheu ser pobre, não porque queria viver a pobreza pura e simples, mas porque acreditava que a riqueza do homem está no infinito inesgotável tesouro da criação que ele conseguia ver, o que muitos de nós não enxergamos.
São Francisco era um homem total, verdadeiro: como Deus criou, não era um sonhador ou louco como muitos pensavam dele na época. Ele apenas via o que realmente somos: criaturas feitas à imagem e semelhança de Deus e parte integrante de todos os elos da Criação Universal.
Por isso São Francisco aproximou-se de Jesus Cristo, e viveu como Ele, em tudo se aproximou verdadeiramente de Cristo, não como vivemos hoje cada vez mais distantes do modo de vida de Cristo. Portanto cada vez mais perto dos fatores que comprometem a nossa sobrevivência física desrespeitando a nossa mãe Natureza, ou espiritual afastando da Fé tornando-se insensíveis a vida, uma civilização impessoal e materialista, menos livre e menos humana a todos os seres vivos.
.
Esse grande amor de São Francisco por tudo que tinha na natureza e seus elementos, não podia ser esquecido pelos ecologistas e todos que se preocupam com o meio ambiente. Assim em 1966 Lynn White da "Associação americana para o progresso da ciência" propôs que São Francisco fosse o patrono dos ecologistas, e logo após em 1979, João Paulo II declarava São Francisco de Assis patrono dos ecologistas.
O que é "mundisensor"? É aquele que sente o mundo e os seres que estão nele, são pessoas que tem uma visão ampla do mundo, não simplesmente olhando, mas sentindo e ouvindo a natureza, pratica a meditação olhando as colinas, os vales, as matas, os bichos, ouvem os ruídos da brisa, o canto distante de um pássaro, o movimento vivo dos espaços. Porque a natureza fala, mas o cotidiano do mundo moderno nos impede de ter afeto e de sentir a natureza ouvindo a sua voz, apenas aproximamos dela através do conhecimento técnico ou para usá-la destrutivamente e não com a sabedoria do verdadeiro homem como foi São Francisco de Assis. Pois devemos ver a beleza do mundo e não simplesmente a sua utilidade.
Por uma questão de sobrevivência é indispensável preservar o meio ambiente, mas o franciscano vê ainda por outro angulo, uma razão mais profunda: o respeito a Deus. Pois não somos senhor absoluto da natureza, e sim criaturas parte dela.


Um comentário:

Marlene Maravilha disse...

A natureza fala e reclama, meu amigo!
Nao desistamos de preservar o meio ambiente. Alguém aprenderá conosco com certeza, e um dia, quem sabe, alguém, chegará mais perto da perfeicao do que nós! Nao desfalecamos!
abracos