"SENHOR, FAZEI-ME INSTRUMENTO DE VOSSA PAZ".

Sua maior intenção, seu desejo principal e plano supremo era observar o Evangelho em tudo e por tudo,imitando com perfeição, atenção, esforço, dedicação e fervor os passos de Nosso Senhor Jesus Cristo no seguimento de sua doutrina". (Vida de S. Francisco - 1Cel 84)

"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você está fazendo o impossível.São Francisco de Assis"

terça-feira, 19 de julho de 2011

QUEIMADAS :UMA TENDÊNCIA PRIMITIVA E BÁRBARA.


Foto Rivaldo R.Ribeiro-José Bonifacio-SP
O fogo vem rápido e feroz, os pássaros tentam fugir batendo suas asas pesadamente, mas o fogo devorava o oxigênio... o ar... formam redemoinhos, e eles não conseguem são sugados para dentro das chamas, outros animais são tomados de pavor e confusão, sem forças correm desesperados do cerco sem saída, insetos desaparecem como folhas secas, vi numa reportagem duas capivaras carbonizadas, seu abdome estufado, suas patas contorcidas, eram semelhantes a um tronco de arvore em carvão, quanta dor elas sentiram!!! ...

No meio do campo incendiado algumas arvores solitárias que ainda sobraram, ardem balançando os galhos como se fossem braços que se erguem no meio das chamas pedindo socorro... nas tempestades muitas aves e outros animais se refugiam entre os galhos, entre os cipós, mas a tempestade era de fogo e desta vez a amiga arvore não pode proteje-los...

O inferno mostra sua cara, no meio das chamas os demônios dançam felizes alimentando-se do desastre consumado, agora o vento soprava quente e seco, a noite caia silenciosa e triste, não ia se ouvir a coruja, o curiango, os grilos, os bichos da noite, os vaga-lumes, apenas a escuridão da queimada e o forte cheiro de enxofre, o sol já havia escondido de vergonha e a lua aparecia tímida e vermelha por ter chorado.

Pensei: Meu Deus!!! Não tenho forças para impedir isso--  assim lembrei-me de São Francisco de Assis, amante da natureza e dos animais, um santo que tenho muita devoção e admiração, que em 1979 o Papa João Paulo II o declarou patrono da ecologia.

Ninguém como Ele irmanou-se tanto com todo o universo: foi irmão do sol, da água, das estrelas, das aves e dos animais. O "Cântico ao Sol", em que proclama seu amor a tudo que existe, é uma das mais lindas páginas da poesia cristã.

"Vamos orar ao amor a criação de Deus:

Pai São Francisco olhe pelos seus irmãos indefesos que estão na natureza que grita de pavor e dor diante das chamas criminosas, dê forças aos que querem lutar contra essa crueldade que afeta a saúde dos homens e assassina os animais, destrói e desequilibra o meio ambiente, interceda junto ao Deus Pai o seu perdão pela ingratidão e agressão que a nossa irmã a mãe Terra vem sofrendo, que dos dá frutos, vida e embeleza com suas flores nossas vidas, faça com que o homem veja a beleza do mundo e não simplesmente a sua utilidade.
São Francisco o "fogo" só pertence aos demônios que vão para os infernos, não permita que Santas Criaturas de Deus passam por esse horror, não permita meu Pai São Francisco que os homens continuem cegos diante dessa barbárie.
Pai São Francisco temos nossas leis, no entanto elas não tocam os corações dos homens, não sei para que eles as criaram. Só a Lei de Deus Pai pode intervir porque ela é a lei do Amor , e aqueles que não conseguem ouvir a voz do vento, os gritos e pedidos de socorro da natureza na voz de Deus, que se arrependam antes que seja tarde demais."

Invejamos nossos irmãos animais, eles nunca profanaram a Sagrada Mãe Terra, e agora nós os castigamos de forma cruel e covarde. Hoje muitos deles não conseguem fugir da nossa barbárie, mas pode estar certo disso num futuro bem próximo é nós  que vamos ter que fugir. Teremos para onde ir? 
Nós  deixamos alguma alternativa?
Soubemos dominar e entender a natureza???...

Nenhum comentário: